quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Enquanto ele não chega

Enquanto ele não chega, eu vou marcar a manicure, agendar na cabeleireira e pegar um cinema.
Não posso encontrá-lo com o esmalte das unhas descascado e cabelo com pontas duplas. Não sei se ele repara nesses detalhes, mas é bom que tudo esteja perfeito.


Se acaso ele demorar, vou sair com as meninas. Vou chamá-las para ir ao shopping comprar uma bolsa (duas, quem sabe) e depois almoçar em um lugar bem legal com elas.



Caso ele chegue atrasado, vou fazendo hora correndo no parque... É preciso cuidar da saúde, ele tem que me ver bem saudável e bem cuidada.


E se mesmo assim ele demorar mais um pouco, não vou perder a paciência, vou ler um livro, assistir um filme, e até chamar minhas amigas para tomar um drink comigo! Já sei! Se ele não vier logo, vou fazer uma festa. Sei lá, chamar umas pessoas que não vejo há muito tempo e brindar!


Claro que vou ficar tardes e noites esperando ele chegar. Sei que vou ficar na janela olhando os carros passarem, a primavera chegar e sentir o vento do outono na minha face sem a presença dele.


Mesmo que na solidão do inverno ele não tenha vindo me aquecer, tomo uma dose de whisky e fica tudo bem...


O mais importante é não deixar minha vida parar enquanto ele não chega! E sorrir para a vida! Enquanto ele (o amor) não vem, não significa que vou esperar entre lamúrias e isolamento.



 Só é feliz aquele que encontra em primeiro lugar o amor próprio.

E tenho dito!

4 comentários:

Bordunga disse...

Lindo! Adorei a disposição do texto e a ilustração e, claro, o próprio!

Enquanto ele não chega, aproveite!

Fernanda Marchioretto disse...

AMOR PRÓPRIO! Disse tudo.

Shirley disse...

Enquanto ele não vem, eu vou vivendo e se um dia ele vier vamos viver juntos, caso não venha viverei do mesmo jeito, bjocas...

Patrícia disse...

É isso ai!
Também sigo essa linha!
Beijo

Ads Inside Post