segunda-feira, 30 de maio de 2011

O Segredo do Beijo

Beijo!
B-E-I-J-O.
Encher a boca e falar B-E-I-J-O é tão gostoso quanto o ato.
Quantas coisas você lembra quando escuta ou lê a palavra: Beijo?

Ele é o começo de tudo. É o primeiro desejo, objetivo da conquista, a reconciliação.
Quando você conversa com alguém que lhe desperta interesse, você olha nos lábios da pessoa, pensa e deseja, mesmo que inconscientemente, beijá-los


O beijo é o termômetro da relação. Quem aqui já sentiu um beijo frio? E a consequência de um beijo quente?
Quando o relacionamento não vai bem o beijo vem com menos frequência e muitas vezes o selinho toma conta dos encontros e despedidas. Quando o selinho entra no lugar do beijo é porque algo não vai bem na relação. A rotina e a monotonia da convivência a dois são muitas vezes naturais, mas enquanto existir amor vai existir os beijos.



Depois da briga o casal apaixonado se joga em um único momento, o tão esperado beijo. Através dele é possível sentir as emoções e desejos da outra pessoa. Pode sentir o coração dilacerado, as mãos suadas e trêmulas e o calor.
A química do beijo é o fator principal para um relacionamento fluir e durar. Não adianta ser simpático, bom caráter e lindo de viver, se o beijo não for legal, pega as trouxinhas e volta para a casa. 


Ele é o mais esperado em um filme romântico, quando o casal briga para ficar junto, eis que ele entra no final. E quantos beijos lindos temos no cinema!



Um casal em harmonia pode desfrutar de vários tipos de beijos: O lento, com mordidas, o molhado e o tudo isso junto e misturado.

Nada que um beijo apaixonado!
Ah, o beijo...
E tenho dito! 

Smile

Você que passa por um momento difícil na vida, você que está passando por um momento amargo, deixo poucas palavras e um vídeo!
Quando tudo parecer perdido, pare, respire e SORRIA!
O sorriso contagia e deixa você mais bonito!
Faça um teste agora. Olhe para a primeira pessoa mesmo que você não a conhece e sorria para ela.

=)

terça-feira, 24 de maio de 2011

Quando o príncipe vira sapo

Ele chegou. E chegou lindo.
Em cavalo branco e em passos largos. Olhar fixo nos olhos e as mãos passeando em meu rosto. Mãos que habita na minha pele, dedos que entrelaçam nos meus e a eterna vontade de ficarmos juntos.
Não há despedidas rápidas. Há muita vontade. Muita vontade.
- Não consigo ir embora. Entra, depois eu vou.
- Não consigo entrar. Vai embora que depois eu entro.
E assim vão os próximos minutos, horas...
E a despedida com a certeza da volta tem virada de pescoço, um sorriso e beijos jogados ao vento.
Entre abraços longos e promessas sinceras. Entre espera e a chegada. Eterna conquista. Eterna conquistada.

Saudade gostosa que será "matada". Saudade. Saudade.
A volta da espera e a ida inesperada. Verdades ocultas.
Partida. Telefone em silêncio. Rua vazia. Noite gelada.
Ele partiu. E partiu feio.

segunda-feira, 23 de maio de 2011

Rascunhos

Não gosto de escrever em primeira pessoa para que não confundam minhas ideologias, histórias ou até mesmo um conto com a minha vida particular. Não escrevo de minhas histórias, e sim, das nossas histórias. Mas hoje quero contar um pouquinho do meu sumiço, então quem vos escreve é a audaciosa Cris Paulino. Vamos lá!
Como todo escritor, eu não sou diferente: Eu preciso de inspirações. Preciso estar amando, triste ou até iludida para escrever. E tem época que nada acontece e com o pouco tempo que tenho agora eu acabo vos abandonando. Mas o amor pela escrita é maior e eu acabei deixando a correria e a falta de inspiração de lado só para dizer que a minha vida está bem, obrigada. Todos os dias eu penso em textos novos, entro algumas vezes aqui, faço os meus rascunhos, salvo e não tenho tempo de editá-los. Gosto de escrever e publicar na hora (mesmo sem revisão), mas esses dias resolvi parar para respirar um pouco o ar de fora do virtual.
Eu tenho muitas novidades para vocês. Muitas comédias do dia-a-dia. A semana que vem começa as provas mas a promessa de colocar esses textos essa semana está de pé. Vou atualizar meu blog para vocês não se esquecerem de mim! Nem se for para deixar um pouquinho das minhas audácias. 
Beijos

domingo, 15 de maio de 2011

Cobranças

É a era do egocentrismo. "Eu sou assim, eu não vou mudar e ME aceite quem quiser".
Somos isentos de qualquer culpa quando o outro está sofrendo, magoado ou perturbado.
Somos culpados por agir certo, por sermos pontuais e por amarmos de verdade.
Somos julgados pela audácia, por falar o que sente e por ter medo de fazer o mal.

Quem se importa com a gente? E com quem nos preocupamos? 
Se eu tenho saudade, eu ligo. Se eu amo alguém, eu falo.

Cansada das pessoas, dos seus interesses e de suas falsas saudades.

E tenho dito!

domingo, 8 de maio de 2011

Dia das Mães


Todo dia é o dia das mães. Todos os dias devemos amá-las e respeitá-las, entendendo as diferenças, ter paciência por viverem em épocas diferentes.
Todo mundo tem ou teve uma mãe. Seja aquela que gerou, amou e criou ou aquela que cuidou e amou como se tivesse gerado. Seja aquela vizinha que te viu crescer, ou avó que fui mãe duas vezes. Aquela tia que cuidou de você enquanto a mãe trabalhava... Todos nós temos uma mãe.
Mas hoje não é só um dia de dar presentes. É momento de festejar, colocar os desentendimentos de lado e fazer as pazes, compartilhar o dia com risadas, lembranças. E você que não tem mais a mamãe por perto, faça sua prece e agradeça a Deus por ter tido uma mãe. E você que tem sua mãe por perto, abrace-a, nós não somos para sempre!
Parabéns você mamãe pela primeira vez,
Parabéns você mamãe de vários filhos,
Parabéns você mamãe duas vezes (vó),
Parabéns você mamãe que é papai ao mesmo tempo,
Parabéns você mamãe que trabalha muito e pouco vê os filhos!
Feliz dia das Mães!
Deixo para vocês um clássico a ser cantado:


Ads Inside Post