domingo, 7 de julho de 2013

Isso é de Deus

Aquele casal que sentara no centro do templo, de frente para o altar, não trocavam palavras, mas se declaravam o tempo todo. 
Ele, vestido de camisa azul e listras brancas, calça clara e cabelo raspado, segurava com aquelas mãos grossas de homem trabalhador braçal, a mão de sua companheira. E naquele momento uma dança sincronizada era apresentada entre aqueles dedos. Uma mistura de rústico com delicadeza da moça. O casal aparentava ter menos de trinta anos.

Ela, com camisa branca soltinha, carregava em seu braço um delicado ser humano recém-chegado ao mundo. Esse mini ser humano não tinha cinquenta centímetros, mal emitia ruídos, apenas movimentos delicados de suas mãos ainda meio enrugadas. E naquele colo, ele fazia de ventre, se encolhia. 

Moça com tiara de flor delicada na cabeça, exalava calma em todos os seus gestos, e ao passar o mini humano para o colo do seu amado, era possível observar os olhos brilhando daquele pai apaixonado. Ele não dizia nada, apenas contemplava a miniatura humana. 

O silêncio daquela família jovem, gritava amores aos quatro cantos. Ali Deus habitou e fez soar sinos e arpas de amor fraternal. Eles se olhavam nos olhos. E foram embora em silêncio. 

Isso é de Deus.


Nenhum comentário:

Ads Inside Post