segunda-feira, 26 de março de 2012

180° depois de um não!

Ninguém gosta de receber um não. E quando nem resposta recebe? Pode considerar que é um não. Já falei aqui, que quando eles querem, eles não perdem tempo e nem nos cozinham.
Nem por cima e nem por baixo. Dar a volta não precisa necessariamente ser completa porque corremos riscos de voltar aos braços daquele "cafa" que promete e nunca cumpre. Meia volta, volver!
Abstraia o que te incomoda(va), respire e vai. Enxugue as lágrimas e esqueça do velho amor que em silêncio diz que te esqueceu.
A dor fica mais amena quando o batom é novo, a saudade aperta menos quando propõe metas a si mesmo. Escolha: por hoje eu não vou chorar, por hoje eu vou me amar. Abra o sorriso, arrume o armário e um novo paquera, nunca e jamais fale para o novo paquera do romance antigo. Nunca demonstre carência. Troque de roupa e escolha sair com você e uma bolsa nova.
Faça qualquer oração! Se não acredita em Deus, acredite pelo menos em você e solte um: "Eu posso, eu consigo e vou!" pelo menos 3 vezes ao dia. Se acredita em Deus, peça a maior força para que seu coração amenize. Tenha fé e descubra que escrever também pode curar, desafogue em palavras escritas para não afogar as amigas. Espere. Mas não em casa, amiga. Espere na casa das amigas, na balada que nunca foi ou quem sabe praticando um esporte novo.
Não, você não vai morrer. Esse aperto passa, lembra das amigas tentando te fazer sorrir? Sorriu? Viu, funciona. Você também não ficará sozinha para o resto da vida, toda panela tem sua tampa e antes que você solte a piadinha da frigideira, saiba que muitas vezes usamos muitas tampas para não sermos queimadas. Sim, até a frigideira tem a sua tampa.
Não venha dizer que não está preparada para um novo relacionamento porque não curou o antigo. Você não vai curar um amor antigo só saindo para encher a cara e beijando todos sem compromisso. Não mesmo. E isso não é praga é um fato. Pagar de feliz e baladeira só vai mascarar sua dor e sabemos bem o que é chegar em casa e cair aos prantos por causa do vazio que sentiu depois da balada. Invista em você, em seu visual, paquere e deixa ser cortejada. Arrisque, ame, viva! Ufa... Você não pode perder os sentidos da vida por causa de um não (ou a ausência dele). Quebre a cara quantas vezes for necessário, mas quebre com a segurança que vai superar todos. O seu dia vai chegar, mas para isso tem que dar meia volta por cima, saia da rotina, saia com amigas diferentes e mude o local das baladas. Não dê notícias, não seja notícias, seja um chá (de sumiço). 
Até parece fácil, mas as grandes vitórias vêm de esforços, do difícil e isso você tem que enfiar na cabeça do mesmo jeito que você enfia aquela calça apertada deitando na cama. Vale uma unha quebrada ou um regime reforçado, mas tem que entrar, ok?
Você consegue!

3 comentários:

Bordunga disse...

Em primeiro lugar quero agradecer pela sua gentileza sempre presente no meu blog! Que assim seja forever :)

É verdade, a gente não morre e "isso tb vai passar" é uma frase que escutei pela primeira vez assistindo ao "O casamento do meu melhor amigo" e que nunca mais esqueci. Se a Julia Roberts superou, nós simples mortais tb podemos!

Beijo enorme, querida.

Shirley disse...

Temos que aprender a deixar o velho pra trás, até mesmo, para a entrada do novo...

F. disse...

Só uma coisa: PERFEITO!!! =D

Ads Inside Post