terça-feira, 12 de julho de 2011

É disso que estou falando - Parte III

Trocar o som estridente da balada pelo som daquela respiração. O almoço está servido. A bebida está no copo. E no final do dia um doce passeio com cobertura de chocolate. "Pouca cobertura, por favor!"

Um silêncio que tranquiliza, um olhar que conforta e um afago que preenche um vazio que antes era solidão. Mas quando tudo parece completo acaba sendo perfeito com um abraço acolhedor. Momentos e gestos passam ter outros sentidos, outros adjetivos e sinônimos de substantivos. O abstrato tem cheiro, cor, nome e pele.
Meu lar: seus abraços. 
Minha proteção: seu cheiro. 
Minha calma: seu sorriso. 
E o silêncio que fala: seu olhar.

Final do pequeno ciclo. Hora de despedir com saudades. Aquela saudade gostosa que tem gosto da volta. Lembrar durante o trajeto dos bons momentos e rir com aquela solidão que acompanhará por alguns dias. Solidão que não machuca, mas faz amadurecer. Partindo com um órgão a menos, o coração. Viver juntos sem conviver. Estar só, mas em prol de dois. Cuidar-se durante a ausência, olhar minuciosamente os recados e matar a saudade de vez em quando olhando fotografias. É carregar a pessoa no olhar e ter a certeza que nunca estará sozinha.

Pedir que as horas corram para poder escutar aquela risada gostosa e ter o privilégio de rir outra vez das coisas mais bobas e ter de volta o brilho encantado dos momentos simples que fazem o coração bater mais feliz.
É disso que estou falando.
Fim



Término da série: "É disso que estou falando".
Para conhecer as outras partes é só clicar abaixo:

5 comentários:

Xai disse...

Q Lindo,Cris!!!
Espero poder um dia sentir tudo isso... =)
super beijo!
Flávia

Cris Paulino disse...

Oi minha flor, Obrigada pela visita! Tenho certeza que sentirá isso sim! Um beijo!!!

Shirley disse...

Que perfeito Cris! Confesso que já senti isso um dia e não tem coisa melhor, qualquer passeio de mãos dadas é melhor do que qualquer festa TOP das TOPS, bjocas...

Rô... disse...

oi Cris,

que lindo,
adorei as 3 partes,
como esse sentimento lindo,
elas se completam,
se encaixam,
e florescem...
que amor delicioso,
onde o simples diz tudo e
nos completa o coração...

beijinhos

Bordunga disse...

Cris, que delícia. Sabe qual a trilha sonora perfeita para esses seus textos? Leoni com "Falando de amor": "...Eu estou falando de amor/E não do que você pensa/Falando de amor..."

Lindo!

Querida, agradeço pelos seus deliciosos comentários sempre presentes no meu blog. E agradeça vc aos seus vinte e poucos, pq os trinta chegam e chegam com tudo. A propósito, tenho ouvido muito dizer que hoje em dia os trinta são os novos vinte! Aleluia!

Beijo no coração, queridona.

Ads Inside Post