terça-feira, 12 de outubro de 2010

Maturidade

Em pleno dia das crianças, na madrugada pra ser exata, estou aqui em meio a palavras, pensamentos e audácias, para expressar o que não me faz mais sentir criança... 


Hoje aos 20 e poucos anos já não tenho pressa de mais nada, tudo eu espero em Deus, tempo ao tempo, sem pressa e na mais calmaria da paciência.
 
Hoje posso dizer que estou conquistando uma maturidade emocional, minha independência emocional. Não nasci grudada em ninguém. Por que ter a necessidade de ter alguém para ter segurança emocional?  

Estou aprendendo a ser feliz me amando e dando motivos para que me amem também. Não dá mais para ficar sentada no banco da praça esperando alguém passar e começar a me amar com meu sorriso. Não dá mais para ficar sentada no banco da praça e pronto!

Hoje tenho que trabalhar muito para conquistar o meu ideal. Hoje já não me preocupo se o professor vai faltar à aula, hoje me preocupo se vou conseguir concluir meu trabalho com êxito.
Já não passa mais na minha cabeça se enquanto estou passando estou sendo olhada, observada, e sim, se o olhar em meus olhos está sendo sincero.

Hoje não quero mais só ficar sentada na cadeira da sala de aula aprendendo, hoje quero estar à frente ensinando e ao lado em pé aprendendo. 

Quero escutar cada palavra, absorver tudo o que for necessário, e assim depois, começar a falar.

Hoje não quero só saber se meu candidato ganhou uma eleição. Hoje tenho sede em saber se todos os planos estão sendo cumpridos. 

Já não quero saber se a praça é um bom local para paquerar. Hoje quero saber se naquela praça poderei caminhar com meus filhos tranquilamente.

Minhas músicas preferidas são de cantores mais maduros, meus livros prediletos são de pessoas que batalharam.

Não leio mais revistas para fazer testes e nem recortes, agora me interessa muito as reportagens. Abandonei a página de fofocas e modelos.

Quero ter motivos, quero ser o motivo...

Quero andar descalça sentir o calor do asfalto e o frio do piso. Quero sentir...

Quero continuar sorrindo quando algo repetitivo na vida acontece e eu já estou pronta para não cometer novamente os erros.

Quero aprender mais, quero me amar mais, quero dar mais de mim. Quero oferecer aquilo que você busca.

Não quero ser melhor que ninguém, mas quero ser o melhor para alguém.
E assim... Tenho vivido!! 

3 comentários:

Chris Ribeiro disse...

Eu acredito que maturidade é algo muito relativo, e muitas vezes está mais ligada ao meio em que se vive, do que propriamente à quantidade de primaveras que temos.

Então, seu texto está todo o tempo na primeira pessoa do singular, portanto é muito pessoal. Eu seria um tanto quanto imprudente tentar verbalizar o sentimento de aprendizado que compactuo com você, porque tenho vivido algo bem parecido.

Bom demais encontrar pessoas tão jovens, e tão comprometidas com a vida.

Adorei,trenzim!

Bjo.

@ChrisRibeiro

Shirley disse...

Realmente com o passar do tempo nós vamos adquirindo uma maturidade, onde vamos mudando os comportamentos e dando valores a outras coisas, concordo com o comentário do Cris acima, relamente é um texto pessoal, mas também me sinto nessa fase.
Perfeito o texto! bjocas...

Filippi disse...

muito pessoal mesmo...
(momento vovó)
"own pirulitinhaa ja ta uma mulherrr"
(desliga momento vovô kkkk)

o amadurecimento vem com o tempo... muitos ja amadurecem logo aos 18... outros tem 29 e ainda nem pensaram nissoo rsrs

algo q só o tempo vai dizer e só vc vai perceber quando começar a enchergar a vida com outros olhos, não mais os de adolescente, mas o de quem pensa no futuro, pensa no agora, e relembra com saudade oq ja passou e não volta...

@dj_filippi

Ads Inside Post